Imposto de Renda

Atendimento de forma presencial e remota

Comunicamos que em razão do COVID-19, estamos atendendo apenas pelos seguintes meios:

Whatsapp:
Setor Financeiro: +55 11 93202-0564
Setor Fiscal/Contábil: +55 11 99958-4284
Setor Legal/Societário: +55 11 99947-2213  
Setor Trabalhista:  +55 11 94060-4323

Emails:
Setor Financeiro: financeiro@condespcontabilidade.com.br
Setor Fiscal/Contabil: fiscal@condespcontabilidade.com.br
Setor Legal/Societário: legal@condespcontabilidade.com.br
Setor Trabalhista: trabalhista@condespcontabilidade.com.br
Setor Administrativo: condesp@condespcontabilidade.com.br

Telefones:
11.3774-5900 / 11.5844-8871 / 11.5844-7680

Endereço: Av. Engenheiro Saraiva de Oliveira, nº 154, Portal do Morumbi, São Paulo / SP - CEP 05741-200

Imposto de Renda Pessoa Física

Entrega da declaração anual para a Receita Federal.

A Condesp também oferece alguns serviços para as pessoas físicas, como a elaboração e entrega da declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física. 

Nós te ajudamos a fugir da malha fina

A cada ano, a Receita Federal aperta mais o cerco contra os sonegadores.

Os fiscais estão de olho em pessoas que inventam dívidas para justificar gastos maiores que a renda ou que dão sinais de riqueza incompatíveis com o que declaram.

A Condesp auxilia os contribuintes a fazer a declaração correta do Imposto de Renda, evitando falhas que possam gerar multas e, em casos mais sérios, condenações judiciais. 

Quando começar a preparar a Declaração de Imposto de Renda? 

A declaração de Imposto de Renda é feita com base nos rendimentos do ano anterior à entrega. Portanto, é preciso contabilizar os recebimentos de 1 de janeiro a 31 de dezembro, assim como eventuais gastos que possam gerar deduções, como pagamento de plano de saúde, médicos, clínicas e hospitais e gastos com educação.
O ideal é que você tenha uma pasta para ir separando todos os documentos e notas fiscais que possam ser úteis para a declaração do Imposto de Renda pessoa física. Portanto, quando for a hora, não perderá um tempo precioso tentando encontrar os documentos e as informações.
E assim que virar o ano, você já pode procurar a Condesp para fazer a sua declaração de Imposto de Renda Pessoa Física. Assim, você será um dos primeiros a fazer a entrega ao Fisco, e terá prioridade nos lotes de restituição. 

Um sistema complexo que reduz o risco de fraudes

A Receita Federal possui um dos sistemas mais completos de cruzamento de informações fiscais do mundo. E parte deste aparato está direcionado para auditar os contribuintes.
A tecnologia confronta as mais diversas informações, como rendimentos de trabalho assalariados, recebimento de aluguéis, aplicações financeiras, previdência social e privada, dentre muitos outros.
São checados, ainda, os gastos com educação, médicos e serviços hospitalares, registros de movimentações com bens móveis e imóveis e rendas variáveis.
A Condesp possui experiência comprovada na preparação e elaboração de declaração de Imposto de Renda da pessoa física. Temos profissionais capacitados para prestar consultoria tributária, todos com alto grau de especialização. É assim que nos destacamos no mercado como referência nas questões envolvendo a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física para a Receita Federal. 

O que fazemos para preparar sua Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física?

Nossa equipe analisa toda a situação tributária do contribuinte e de sua família, para lançar corretamente as receitas e os abatimentos permitidos na normatização, buscando toda a economia possível dentro do que é permitido pela legislação fiscal.

Fazemos a triagem de documentos e a análise tributária, buscando a maior restituição de imposto de renda ou o menor imposto a pagar. Realizamos, ainda, as análises de caixa, com a demonstração de origens e aplicações de recursos da unidade familiar, visando estabelecer uma coerência de rendimentos, despesas e evolução patrimonial. 

Diante de todo esse trabalho realizado de forma personalizada, acompanhamos a sua declaração até o processamento pela Receita Federal. 


A Condesp desenvolveu uma metodologia própria, que simula parte dos trabalhos que serão realizados pela Receita Federal, para reduzir possíveis chances de problemas, com o processamento de uma declaração.

Dúvidas frequentes sobre o Imposto de Renda Pessoa Física

1 – Quem é obrigado a declarar em 2021?
- Quem recebeu rendimentos tributáveis superior a R$28.559,70.
- Quem recebeu rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$40.000,00;
- Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto, ou realizou operações em Bolsa de Valores;
- Quem possuía um patrimônio (bens e propriedades) em 31 de dezembro com valor superior a R$ 300 mil;
- Quem passou a condição de residente no Brasil em 2019 e se manteve em 31 de dezembro;
- Quem optou pela isenção do IR sobre ganho de capital na venda de imóveis;

2 – O que acontece se eu estiver obrigado e não entregar a minha declaração?
Você pagará uma multa que variará entre R$ 165,74 até 20% do valor do Imposto de Renda devido em sua declaração. Perderá, ainda, a condição de participar em concursos públicos, tirar passaporte, ter crédito junto a instituições financeiras do Brasil, entre outras penalidades.

Para saber mais é só entrar em contato conosco

Imposto de Renda da Pessoa Física - IRPF

Principais Informações e documentos para fazer a declaração do Imposto de Renda:
- a1 - Ano-calendário ou Ano-base: É o período de 12 meses (1º de janeiro a 31 de dezembro) em que foram registrados os rendimentos, despesas, pagamentos e recebimentos do contribuinte.
- a2 - Ano-exercício: Ano em que a declaração deve ser entregue.
- a3 - Exemplo: Ano-calendário: 2020 / Ano-exercício:2021

Informações gerais sobre o contribuinte e seus dependentes:
- Última declaração do IRPF com o recibo de entrega do Ano-calendário/base imediatamente anterior ao do Ano-calendário/base desta declaração;
- Endereço atualizado;
- Estado civil atualizado;
- Dados bancários para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;
- Atividade profissional exercida atualmente;
- Dependentes: Nome, CPF, grau de parentesco e data de nascimento;

Documentos relacionados à renda (do contribuinte e/ou de seus dependentes) no Ano-calendário/base da declaração:
- Informes de rendimentos de salários;
- Informes de rendimentos de instituições financeiras, como bancos, bancos digitais e corretoras de valores de investimentos;
- Informes de rendimentos de aposentadorias;
- Informe de rendimentos de pensões;
- Informe de rendimentos de Pró-labore;
- Informe de rendimentos de Distribuição de Lucros/Dividendos
- Informe de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis;
- Informe de outras rendas recebidas, como doações, heranças e pensão alimentícia;
- Informe de rendimentos de programas fiscais, como Nota Fiscal Paulista e Nota Fiscal Paulistana;
- Informe de rendimentos recebidos acumuladamente (RRA);
- Dados do Carnê-Leão para importação na Declaração do IR;
- Dados da declaração do Ganho de Capital para importação na Declaração do IR (se teve registro de ganho de capital com a venda de bens e direitos);

Documentos e informações referente aos bens e direitos em nome do contribuinte ou seus dependentes no Ano-calendário/base:
- Documentos que provem a compra e venda de bens e direitos;
- Documentos que provem o pagamento total dos bens adquiridos;
- Documentos que provem o recebimento total dos bens vendidos;
- Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda e boleto do IPTU (de preferência que apareça a m2 do bem);  
- Documentos que provem a posição acionária em uma empresa, se aplicável;
- Para imóveis: data de aquisição, área do imóvel, inscrição municipal (IPTU), número da matrícula e nome do cartório de Imóveis;
- Para veículos, aeronaves e embarcações: número do Renavam e/ou registro no órgão fiscalizador correspondente;
- Para contas correntes e aplicações financeiras: CNPJ da instituição financeira, nome, números da agência e conta;
- Para Ações: Quantidade, tipo, nome e CNPJ do emitente, custo total de aquisição, nome e CNPJ da corretora ou banco onde as ações se encontram em custódia. 

Documentos referentes a rendas variáveis do contribuinte e seus dependentes no Ano-calendário/base:
- Notas de corretagem e extratos de Imposto de Renda enviadas pelas corretoras a quem faz negociação de renda variável; 
- DARF – Documentos de Arrecadação da Receita Federal de Renda Variável, todos;
- DARF – Documentos de Arrecadação da Receita Federal do pagamento Carne-Leão, todos;
- Informes de rendimento adquiridos com renda variável.

Documentos e informações relacionados a pagamentos, deduções e doações em nome do contribuinte ou seus dependentes:
- Recibos ou informes de rendimentos de plano ou seguro de saúde (com CNPJ da empresa emissora e indicação do paciente);
- Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional e indicação do paciente) – recibos (se o serviço tomado foi prestado por profissional habilitado pessoa física), notas fiscais (se o serviço tomado foi prestado por empresa habilitada pessoa jurídica), extrato do plano de saúde que evidencie os gastos;
- Comprovantes de despesas com educação (com nome e CNPJ da empresa emissora e indicação do aluno);
- Comprovante de pagamento de previdência social e privada (com CNPJ da empresa emissora);
- Recibos de doações feitas;

Documentos e informações relacionados a dívidas e ônus em nome do contribuinte ou seus dependentes, no Ano-calendário/base:
- Informes e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos 

Preciso de todos esses documentos para fazer minha declaração do IRPF?
Não! Apenas os que se aplicam à sua realidade neste Ano-Calendário/base.
Essa é apenas uma lista geral com os principais documentos necessários para declarar o imposto de Renda. 

Que tal ser prudente e organizado? Abrir uma pasta para o IRPF em Janeiro de cada ano e ir guardando nela no decorrer do Ano-calendário/base todos os documentos necessários para a sua declaração. Se tiver dúvida, consulte a Condesp Contabilidade

Que tal ser responsável e não deixar para última hora a elaboração e entrega da sua declaração? Agindo assim, você poderá economizar nos honorários, em multa e também no não stress da correria.

Lembre-se: para sua garantia, é necessário guardar por pelo menos cinco anos a documentação que comprova as informações da declaração do seu Imposto de Renda. Caso a Receita Federal peça algum esclarecimento, você tem como provar o que declarou.

Se tiver dúvidas na hora da declaração, o site da Receita Federal reúne as informações oficiais.

IRPF – Receita Federal Perguntão

Entre em contato

Av. Engenheiro Saraiva de Oliveira, nº 154
Portal do Morumbi, São Paulo / SP - CEP 05741-200

Telefones:
11. 3774.5900 / 11. 5844-8871 / 11. 5844-7680 

WhatsApps:
+55 11 93202-0564 (Setor Financeiro)
+55 11 99958-4284 (Setor Fiscal/Contábil)
+55 11 99947-2213 (Setor Legal/Societário)
+55 11 94060-4323 (Setor Trabalhista)

Emails:
Setor Financeiro: financeiro@condespcontabilidade.com.br
Setor Fiscal/Contabil: fiscal@condespcontabilidade.com.br
Setor Legal/Societário: legal@condespcontabilidade.com.br
Setor Trabalhista: trabalhista@condespcontabilidade.com.br
Setor Administrativo: condesp@condespcontabilidade.com.br

Organização  -  Responsabilidade  -  Segurança
Somos contábeis, soluções para o seu negócio.

Copyright - Condesp 2021

Todos os Direitos reservados

Entre em contato

Av. Engenheiro Saraiva de Oliveira, nº 154

Portal do Morumbi,
São Paulo / SP - CEP 05741-200

+55 11 93202-0564 (Financeiro)

+55 11 99958-4284 (Fiscal/Contábil)

+55 11 99947-2213 (Legal/Societário)

+55 11 94060-4323 (Trabalhista)



Pois o que temos eleitos nos poderes, representam na medida EXATA o espelho da sociedade, pois costumamos VOTAR em quem se parece com a gente.

Carta de Abraham Lincoln